A evasão escolar e a GINCANA DA JORNADA X

A subcomissão criada para acompanhar a educação na pandemia apresentou um projeto de lei que declara 2022 como o “Ano da Busca Ativa: Toda Criança na Escola”. O objetivo é criar uma força tarefa entre o governo e a sociedade civil para garantir a matrícula de todos que estejam em idade escolar. A ideia surgiu durante debates com especialistas nas audiências promovidas pela comissão. Eles apontaram que a pobreza agravada pela pandemia levou parte dos estudantes ao trabalho informal. E com o retorno das aulas presenciais, muitos acabam priorizando o emprego. Um levantamento da organização Todos Pela Educação mostrou que a evasão escolar aumentou 171% na pandemia na faixa entre 6 e 14 anos. O número de matrículas no ensino fundamental ou médio também atingiu o menor índice desde 2012. Trecho do Rádio Senado

Os números da evasão escolar são assustadores. Não só pelo que representam no presente, mas por suas consequências no futuro. Um estudo “Consequências da Violação do Direito à Educação” realizado pela Fundação Roberto Marinho e pelo INSPER chegou às seguintes conclusões:

  • • A perda total anual para o país é de R$ 220 bilhões, o que equivale a 3,3% do PIB anual;

    • Representa um custo social que equivale a 81% do gasto do Governo Federal, dos Estados e do Distrito Federal e dos Municípios com a provisão da educação básica (R$ 271 bilhões por ano);

    • 557 mil jovens que têm hoje 16 anos não concluíram a educação básica, mantido o ritmo atual do aumento da escolaridade;

    • Por jovem, a perda é de R$ 395 mil por ano;

    • O custo de oferecer toda a educação básica (pré-escola, fundamental e médio) é da ordem de R$90 mil por estudante. Assim, o custo da evasão por jovem supera 4 vezes o que custa garantir a sua educação básica;

    • A não conclusão da educação básica ocasiona uma perda de 3,3 anos de vida saudável, fazendo com que o valor da vida do jovem aos 25 anos seja  $131 mil menor do que seria caso concluísse a educação média.

LEIA MAIS: AS AÇÕES DO PRESENTE REFLETEM NO FUTURO

Muitos programas para redução da evasão escolar vêm sendo implementados, alguns com bons resultados e outros com impactos nem sempre satisfatórios devido à diversidade de motivos para essa evasão, da dimensão do problema e da escassez de recursos.

Diante desse cenário ameaçador, a LiveLab, organização da sociedade civil sem fins lucrativos, resolveu utilizar sua experiência de mais de dez anos em programas de empoderamento jovem através da Jornada X para criar um evento de reaproximação não só das crianças e jovens, mas de toda a comunidade escolar. O problema da evasão escolar não se restringe à escola, não sendo justo cobrar apenas da área da educação a solução para um problema tão complexo: toda a sociedade deve ser chamada para ajudar!

A Jornada X é uma espécie de gincana que propõe um desafio aos jovens, utilizando uma metodologia que promove inserção digital, aprendizado por projetos, empreendedorismo, trabalho em equipe e soluções “fora da caixa” para problemas socioambientais reais que são implantadas pelos próprios jovens com a assessoria dos professoras(es) (Game Masters do jogo). 

Baseada na experiência bem-sucedida da aplicação desse desafio, a LiveLab criou a Gincana da Jornada X, um projeto específico para trazer de volta à escola aquelas crianças e jovens que se afastaram durante a pandemia da COVID-19. Mas eles não virão sozinhos: trarão consigo suas famílias e toda a comunidade em que vivem para uma grande festa de celebração do retorno ao mundo real pós pandemia, utilizando as artes e os esportes.

A Gincana da Jornada X tem uma metodologia bem estruturada que permite uma enorme liberdade de atuação dos jovens e professoras(es), propondo uma retomada da escola pela comunidade onde ela se insere e uma nova forma de relação pedagógica e institucional entre ela e os(as) aprendizes.

Um exemplo do impacto da Gincana da Jornada X na comunidade escolar pode ser vivido em sua aplicação na Escola Estadual Cidade de Hiroshima, na zona leste de São Paulo, veja abaixo matérias que mostram o quanto a Gincana da Jornada X é transformadora.

SPTV Mostra como a Gincana da Jornada X agitou na volta às aulas

UOL: Ação emergencial reúne comunidade, alunos e professores em formato de game para a volta às aulas presenciais

GAZETA DA SEMANA: Ação emergencial em formato de game reaproxima alunos das escolas frente à evasão na pandemia


A evasão escolar e a GINCANA DA JORNADA X
(Reprodução: Gincana da Jornada X | LiveLab)

Dentro do atual cenário da evasão escolar, precisamos de soluções criativas e de sucesso comprovado. Todos nós vivemos em nossas escolas a realização das festas juninas, das feiras de ciência, dos torneios esportivos, eventos planejados entre aprendizes e professoras(es), com apoio fundamental de familiares e das comunidades onde a escola atua. A Gincana da Jornada X bebe dessa fonte de experiências exitosas e propõe o desafio de trazer de volta à escola, todos os dias, essa energia criativa que se revela apenas duas ou três vezes por ano.

A LiveLab não tem a pretensão de ser uma panaceia para resolver todos os problemas implicados na evasão escolar, mas procura trazer à luz a importância da educação, chamando toda a comunidade para solucionar esse complexo e importante problema.